Postagem em destaque

Slow Motion Bossa Nova - Celso Fonseca & Ronaldo Bastos

Encante-se ...!

sábado, 17 de março de 2012

O Brasil está sendo governado por um bando de políticos adolescentes???

Reage o Brasil real - Magistrados criticam fim de crucifixos no Judiciário; desembargadores dizem que manterão signo em suas respectivas salas

Por Felipe Bächtold, na Folha:
A retirada de crucifixos de salas do Judiciário gaúcho, decidida na semana passada, causou controvérsia pelo Estado e já desperta reações, da igreja ao meio político. Dois desembargadores declararam oposição à medida e anunciaram que não vão retirar o símbolo religioso de suas salas até que haja decisão definitiva sobre o caso. No último dia 6, o Conselho da Magistratura do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul decidiu atender a pedido da ONG Liga Brasileira de Lésbicas e mandou tirar os crucifixos de todas as salas da Justiça do Estado. O desembargador que relatou o caso argumentou que a presença do objeto religioso pode levar o julgador a não ficar de modo “equidistante” dos valores em conflito.
Cidadãos comuns e a Associação de Juristas Católicos mandaram representações ao tribunal solicitando a reconsideração da medida. O arcebispo de Porto Alegre, Dadeus Grings, disse que a atitude não foi democrática. Anteontem, Grings se encontrou com o ex-ministro do Supremo Tribunal Federal Paulo Brossard, também crítico da decisão, e conversou sobre o assunto. Em artigo, Brossard citou a medida como sinal de “tempos apocalípticos”.
O deputado federal Onyx Lorenzoni (DEM) disse que irá enviar representação ao Conselho Nacional de Justiça contra a medida e prometeu levar o debate ao Congresso. Um dos desembargadores que se opõem à decisão, Carlos Marchionatti, diz que o Conselho da Magistratura não é a instância adequada para tratar do assunto e que a separação entre Igreja e Estado não é absoluta no país. “A maioria tem sentimento religioso, o hino nacional tem referência à divindade. Cristo, no âmbito do Judiciário, representa a Justiça”, diz.
Por Reinaldo Azevedo

"Tempos apocalípticos"

http://aluizioamorim.blogspot.com.br/2012/03/imagem-de-cristo-redentor-no-rio-de.html 

Sábado, Março 17, 2012


IMAGEM DE CRISTO REDENTOR NO RIO DE JANEIRO PODE ESTAR COM SEUS DIAS CONTADOS

Estátua de Cristo Redentor no Rio: o próximo alvo dos comunistas.
Depois que o Conselho da Magistratura do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul decidiu atender a pedido da ONG Liga Brasileira de Lésbicas e mandou tirar os crucifixos de todas as salas da Justiça do Estado, há quem diga que a gigantesca imagem do Cristo Redentor, emblema do Rio de Janeiro está com seus dias contados. Falta pouco para que a turma do PT mande por abaixo o Cristo Redentor carioca. Ah! - dirão alguns - mas não foi o PT que exigiu a proibição, mas a ONG  de lésbicas. Ao que eu retruco com uma indagação: Tá bom. Então essa ONG de lésbicas é contra o PT e vota na oposição?
Os que me dão a honra da leitura aqui no blog sabem que eu sou ateu. Mas como disse inúmeras vezes, sou ateu mas não sou estúpido e burro a ponto de não reconhecer o impacto do cristianismo e do judaísmo na formação cultural do Ocidente. E já afirmei também em post mais abaixo que sou contra a proibição de crucifixos, porquanto a iniciativa faz parte do diabólico plano do movimento comunista internacional cuja finalidade é a destruição da cultura ocidental. E cabe acrescentar a isso que fazem parte dessa conspiração anárquica, turbinada pelo pensamento politicamente correto que deseja destruir todos os valores da civilização ocidental, os padres e teólogos belzebus.
Não se trata de uma ação pontual de uma ONG de lésbicas, mas de um conjunto de ações baseadas no pensamento politicamente correto cuja meta é a destruição da civilização ocidental. Dou alguns exemplos: recentemente houve um movimento em Nova York que defendia a construção de um centro islâmico a uma quadra do marco zero, o local onde estavam as torres gêmeas do WTC que foram alvo do atentado perpetrado por terroristas islâmicos. 
Outro fato: sabe-se que há um projeto para construção de uma mesquita com minarete e salas para madraçais próximo ao aeroporto Salgado Filho, que foi exultada em artigo no jornal Zero Hora, de Porto Alegre no ano passado.
Verifica-se também com freqüência inusitada a presença cada vez maior de mulheres com o véu islâmico transitando em todo o Brasil, embora não se veja seus maridos de toalhas na cabeça. Há uma invasão muçulmana em todo o mundo ocidental, embora em seus países não tolerem a existência de cristãos. Se algum cristão tentar erguer uma igreja numa dessas nações islâmicas será preso e condenado à morte!
Outro aspecto a ser notado e que não está desligado desse plano de destruição do Ocidente pelo movimento comunista internacional, do qual o PT faz parte, diz respeito à inusitada campanha em favor da legalização do aborto e até mesmo o assassinato de recém-nascidos como o defendido por acadêmicos da bioética australianos conforme noticiei aqui no blog há alguns dias. Tanto é que não se ouviu um pio contrário à macabra proposta por parte dos petistas.
A proibição de signos e emblemas que tipificam valores da civilização ocidental, como está ocorrendo no Rio Grande do Sul, é apenas o começo de uma avalanche de práticas iníquas que vai solapando a civilização ocidental. A ação deletéria do comunismo internacional não se dará mais através de atos violentos como no passado, mas no plano cultural.
O que acabei que afirmar nestas linhas não é nenhuma teoria conspiratória. No entanto, o PT e seus sequazes irão ironizar, escarnecer e tentar de todos os modos me desmoralizar. E isto é a prova cabal de que estou dizendo apenas a verdade.
O Cristo Redentor, com os braços abertos sobre a Guanabara, poderá sobreviver apenas na poesia suave e alegre da música do saudoso Tom Jobim. 
Tem razão o jurista Paulo Brossard, quando resume em duas palavras essa escalada da vagabundagem comunista: "Tempos apocalípticos"

Discussão : MMA é rinha humana?

Casca Grossa

[Você opina] Ex-Senador dispara contra Deputado que chamou MMA de ‘rinha humana’

Por Fernando Zanchetta | Casca Grossa – sex, 16 de mar de 2012 10:02 BRT
MMA em pauta... mais uma vezO Deputado Federal José Mentor ganhou notoriedade na mídia recentemente ao atacar pra valer o MMA, chamá-lo de 'rinha humana' e propor projeto de lei para banir a modalidade de ser exibida nas televisões brasileiras. O ponto de vista ganhou força com a exibição de reportagem na Rede Record que abordava apenas o aspecto negativo da modalidade, e rende margem para polêmicas e mais polêmicas entre entusiastas e detratores.
Diplomata, ex-Senador e praticante de jiu-jitsu, Artur Virgílio Neto tomou a frente da contrapartida e publicou extenso texto no Facebook, onde retruca José Mentor e propõe novo capítulo para a discussão. Confira abaixo as principais partes.
"O Deputado Federal José Mentor, do PT paulista, erra redondamente ao insistir na tentativa de proibição de televisionamento dos eventos de mixed martial arts. Nenhum dos seus argumentos se sustenta. Fala de assunto do qual não entende e o faz com a pose típica dos que falam desenvoltamente sobre temas cujos fundamentos lhes escapam ao conhecimento".
"Ponderamos ao Deputado Mentor e aos demais presentes que os praticantes de MMA são, pelo preparo, pela estrutura física básica (não é qualquer um que pode aventurar-se num ringue ou num octógono, mesmo dispondo de conhecimentos técnicos). E eles enfrentam adversários do mesmo calibre, cercados de assistência médica eficaz, protegidos pela vigilância de um juiz profissional, submetidos a regras e limitações que visam a resguardar a saúde dos atletas".
"E há o aspecto profissional: os atletas, pela via do MMA, têm real possibilidade de ascensão social. Os grandes eventos são milionários. No Brasil eles vêm crescendo significativamente, garantindo empregos para preparadores físicos, professores das várias modalidades de luta que os artistas marciais precisam conhecer..."
"O esporte é duro, inegavelmente. Seria mesmo mais violento do que o próprio futebol? Com certeza é menos violento que o rúgbi que, por sinal, considero um jogo bonito e eletrizante".
"O deputado limita-se a propor o não-televisionamento. Ora, ele, então, é contra a violência ou apenas não quer que as pessoas de casa a vejam? Onde sua preocupação com a integridade física dos atletas, que continuariam lutando, só que sem a visibilidade que a televisão proporciona? Só isso já bastaria para desacreditar o projeto de lei".
"Mentor compara o MMA às brigas de galo, de cães, de canários. Compara homens dotados de pleno tirocínio e vontade própria a animais que são obrigados a se matar em rinhas, para dar lucro às pessoas que os exploram. Ele nunca conversou com um Murilo Bustamante, figura culta, que foi campeão mundial meio pesado no UFC e hoje é empresário (de luta) de sucesso. Nunca falou com o campeoníssimo Anderson Silva, que sabe proteger sua saúde como ninguém. Nunca falou com um Wanderlei Silva, que fez a independência econômica de sua família dentro dos ringues e octógonos, onde brilha até hoje".
"Os mais antigos costumavam dizer: 'às vezes, a palavra é de prata; às vezes, o silêncio é de ouro'. O deputado Mentor ganharia muito se ficasse calado quando se tratasse de mecânica quântica, energia nuclear e, sem dúvida, mixed martial arts. Sem ironia nenhuma de minha parte".
***NOTA do Casca-Grossa: Este é um blog sobre MMA, mas obviamente aberto a todo tipo de opinião. O que você acha sobre o caso, quem teria mais fundamento e porquê? Opine abaixo!

Futebol inglês teve momento dramático neste sábado. Um atleta cai em campo com convulsão e está hospitalizado...

Atleta do Bolton cai desfalecido em campo na Inglaterra

O futebol inglês vive um drama neste sábado, desde que o meio-campista congolês Fabrice Muamba, do Bolton, teve um mal súbito na partida diante do Tottenham, no White Hart Lane, pelas quartas de final da Copa da Inglaterra. De acordo com a imprensa inglesa, os médicos já encontraram ele sem respirar e fizeram de tudo para animá-lo. O incidente ocorreu por volta das 18h13 pelo horário local (15h13) em Brasília, e, até uma hora depois, não havia informações sobre o sucesso na tentativa de ressuscitá-lo.
Ele caiu no campo do White Hart Lane aos 41 minutos do primeiro tempo de jogo e rapidamente foi cercado por companheiros e adversários, que perceberam que algo grave acontecia. Seis médicos logo entraram em campo e tentaram reanimar o jogador usando respiração boca a boca, massagem cardíaca e desfibriladores. O atendimento durou cerca de dez minutos, até que Muamba foi retirado de maca e levado a um hospital.
Enquanto isso, os torcedores dos dois times revezavam momentos de silêncio extremo com cânticos em homenagem ao jogador. Atletas dos dois times choravam e revezavam em campo. Em conversa com o trio de arbitragem, os dois capitães afirmaram que não havia mais a mínima condição de continuar a partida, motivo pela qual ela foi dada como suspensa, com o placar de 1 a 1.
Fabrice Muamba, de 23 anos, foi formado nas categorias de base do Arsenal, onde jogou até os 18 anos de idade. De lá seguiu para o Birmingham City, onde jogou por duas temporadas, sendo sempre titular. Foi contratado pelo Bolton em 2008 e ali também manteve a regularidade, participando de praticamente todos os jogos da equipe no Campeonato Inglês desde então. Nesta temporada, havia sido titular em 18 partidas.
Mesmo tendo nascido na República Democrática do Congo, antigo Zaire, Muamba defendia a seleção inglesa, tendo inclusive participado como titular do último Campeonato Europeu Sub-21, no ano passado. Havia a expectativa para que ele fosse convocado para defender a Grã-Bretanha nos Jogos Olímpicos de Londres.

O Brasil tem 63 milhões e 500 mil pontos de acessos em banda larga...

Brasil alcança 63,5 mi de acessos em banda larga

Por Fabiano Candido, de INFO Online
 
• Sábado, 17 de março de 2012 - 10h54

São Paulo - O Brasil alcançou a marca de 63,5 milhões de pontos com acesso a banda larga. O dado é da Associação Brasileira de Telecomunicações (Telebrasil). Deste número, cerca de 16,3 milhões são de conexões em banda larga fixa e 47,2 milhões em banda larga móvel.
Segundo a entidade, o país, portanto, ganhou em um ano cerca de 26 milhões de novos acessos. Um crescimento de 70%.
O que contribuiu para o bom desempenho foram as fortes vendas de celulares, smartphones e tablets com acesso à internet. De acordo com a Telebrasil, a tecnologia sem fio ganhou em um ano cerca de 23,6 milhões de conexões.
A expansão da banda larga fixa, mesmo que pequena, também colaborou para o crescimento. As operadoras, diz a pesquisa, instalaram 2,4 milhões de pontos de internet que funcionam com cabo. O Programa Nacional de Banda Larga, projeto do governo federal em parceria com as operadoras, ajudou no bom resultado.
Segundo a entidade, a cobertura 3G atende 84% da população brasileira e está funcionando em cerca de 2,7 mil municípios. Já as as redes de banda larga fixa estão instaladas em todos os municípios do país.

Feche a torneira... Tome banho bolivariano (de 3 minutos)... Tenha em casa um copo para cada familiar...

Arranje soluções de varejo e interaja com a família. 
Distribua suas ideais de uso da água com amigos
Atualizado em  17 de março, 2012 - 06:30 (Brasília) 09:30 GMT
Reservatório de água seco em Huesca, na Espanha. | Foto: AP
Aumento dos usos diferentes da água deve causar conflitos dentro de países em todo o mundo
A escassez de água no futuro poderá aumentar os riscos de conflitos no mundo, afirmam especialistas que participam do Fórum Mundial da Água, em Marselha, na França.
Apesar da quantidade de água disponível ser constante, a demanda crescente em razão do aumento da população e da produção agrícola cria um cenário de incertezas e conflito, segundo os especialistas ouvidos pela BBC Brasil.
A OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico) diz que a demanda mundial de água aumentará 55% até 2050.
A previsão é que nesse ano, 2,3 bilhões de pessoas suplementares – mais de 40% da população mundial – não terão acesso à água se medidas não forem tomadas.
"O aumento da demanda torna a situação mais complicada. As dificuldades hoje são mais visíveis e há mais conflitos regionais", afirma Gérard Payen, consultor do secretário-geral da ONU e presidente da Aquafed, federação internacional dos operadores privados de água.
Ele diz que os conflitos normalmente ocorrem dentro de um mesmo país, já que a população tem necessidades diferentes em relação à utilização da água (para a agricultura ou o consumo, por exemplo) e isso gera disputas.
Problemas também são recorrentes entre países com rios transfronteiriços, que compartilham recursos hídricos, como ocorre entre o Egito e o Sudão ou ainda entre a Turquia e a Síria e o Iraque.

Brasil x Bolívia

O Brasil também está em conflito atualmente com a Bolívia em razão do projeto de construção de usinas hidrelétricas no rio Madeira, contestado pelo governo boliviano, que alega impactos ambientais.
Tanto no caso de disputas locais, que ocorrem em um mesmo país, ou internacionais, a única forma de solucionar os problemas "é a vontade política", segundo o consultor da ONU.
O presidente da Agência Nacional de Águas (ANA) Vicente Andreu, que também participa do fórum em Marselha, acredita que hoje existe maior preocupação por parte dos governos em buscar soluções para as disputas.
"O problema dos rios transfronteiriços é discutido regularmente nos fóruns internacionais. Aposto na capacidade dos governos de antecipar os potenciais conflitos."
Durante o fórum, que termina neste sábado, o Brasil defendeu uma governança global para a água e a criação de um conselho de desenvolvimento sustentável onde a água seria um dos temas tratados de maneira específica.
"A água está sempre vinculada a algum outro setor, como meteorologia, agricultura ou energia. Achamos que ela tem de ter uma casa própria para discutir suas questões", diz Andreu.

Direito universal

Mulher coleta água no Mianmar. | Foto: Reuters
ONU diz que 800 milhões de pessas não tem acesso a água potável
Na declaração ministerial realizada no fórum em Marselha, aprovada por unanimidade, os ministros e chefes de delegações de 130 países se comprometeram a acelerar a aplicação do direito universal à água potável e ao saneamento básico, reconhecido pela ONU em 2010.
No fórum internacional da água realizado na Turquia em 2009, esse direito universal ainda era contestado por alguns países.
Os números divulgados por ocasião do fórum mundial em Marselha são alarmantes. Segundo estudos de diferentes organizações, 800 milhões de pessoas no mundo não têm acesso à água potável e 2,5 bilhões não têm saneamento básico.
Houve, no entanto alguns progressos: o objetivo de que 88% da população mundial tenha acesso à água potável em 2015, segundo a chamada meta do milênio, já foi alcançado e mesmo superado em 2010, atingindo 89% dos habitantes do planeta.
Mas Gérard Payen alerta que o avanço nos números globais ocultam uma situação ainda preocupante.
"Entre 3 bilhões e 4 bilhões de pessoas não têm acesso à água de maneira perene e elas utilizam todos os dias uma água de qualidade duvidosa. É mais da metade da população mundial", afirma.
Ele diz que pelo menos 1 bilhão de pessoas que têm acesso à água encanada só dispõem do serviço algumas horas por dia e que a água não é potável devido ao mau estado das redes de distribuição.
Segundo Payen, 11% da população mundial ainda compartilha água com animais em leitos de rios.
De acordo com a OMS, sete pessoas morrem por minuto no mundo por ingerir água insalubre e mais de 1 bilhão de pessoas ainda defecam ao ar livre.