Postagem em destaque

Slow Motion Bossa Nova - Celso Fonseca & Ronaldo Bastos

Encante-se ...!

sábado, 24 de março de 2012

Ano Novo Astrológico começou esta semana... Veja as previsões para seu signo


O fim de um mundo velho....O tão esperado (e temido) ano de 2012 vai começar sob a influência realista e construtiva das três manifestações dos signos de terra: Capricórnio, onde, na virada do ano, vão estar o Sol e Plutão; Touro, onde já está Júpiter e Virgem, onde Marte resolveu se instalar e passar uma longa temporada.

É verdade que na noite de ano novo, a Lua, empolgada com a ideia de ser o planeta regente de 2012, vai estar em Áries, muito perto de Urano. Com uma Lua assim, as festas vão ser animadíssimas e a coisa mais fácil do mundo é se atirar de cabeça na primeira aventura interessante que passar por perto. 

É melhor botar as barbas de molho, tomar cuidado com acidentes (que podem acontecer) e não confiar muito nas tais “resoluções de ano novo”. Provavelmente vão ser muito corajosas e radicais, mas muito difíceis de se transformarem em realidade. 

Mas, do ponto de vista da astrologia, o ano só começa quando o Sol entra no signo de Áries e isso só vai acontecer na madrugada do dia 20 de março. É só a partir dessa data que a Lua vai receber a faixa e a coroa de regente e começar a comandar o céu. Até lá, continuamos sendo regidos por Mercúrio, o deus esperto, senhor da linguagem e padrinho dos ladrões. 

Leia também:
- O estilo do ano-novo
- Astrologia Chinesa: 2012 é o Ano do Dragão


É o céu do ingresso do Sol em Áries que dá as indicações mais seguras sobre a qualidade do tempo que vai começar. E o panorama vai ser bem diferente do que se avista do dia primeiro de janeiro. 

Prá começar, é o Sol que vai estar bem perto de Urano, bradando aos quatro ventos que o céu vai radicalizar as mudanças que já estão acontecendo desde o final de 2008. 

A tensão entre Urano e Plutão, que está sacudindo a terra e virando de pernas para o ar todas as hierarquias, continua o ano todo. Pode provocar guerras e tragédias ambientais ou a junção mais perversa dessas duas coisas que é a utilização da energia nuclear. Mais do que nunca, vai ser preciso lutar pela paz e aprender a pensar de maneira diferente...

Menos mal que o grande triângulo dos signos de terra, que prometia tantas realizações no começo do ano, vai estar ainda mais perfeito no início do ano astrológico. 
Veja mais previsões para 2012:
Os dois planetas mais benéficos do céu, Júpiter e Vênus, vão estar juntos no signo de Touro somando forças e espalhando uma confiança, que às vezes vai parecer injustificável, na ideia de que “um novo mundo é possível”.
O poderoso Plutão concorda e não vai ter a menor pena em destruir estruturas velhas e pensamentos antiquados. O senhor das transformações irreversíveis vai fazer girar a roda da fortuna que vai estar bem ao seu lado no momento em que o Sol entrar no signo de todos os começos. 

Ao mesmo tempo, Marte, na terceira ponta do triângulo, já arregaça as mangas e avisa que vai ficar até junho no signo de Virgem cuidando de todos os detalhes, para que aquilo que for construído seja útil e muito bem feito..


Mas, e a Lua? Não é a regente do ano?
Ela é mesmo, e no ano novo astrológico vai surgir bem tarde, magrinha por ser minguante e super glamourosa por estar acompanhada por Netuno, o planeta do sonho e da inspiração, no signo que ele mesmo rege: Peixes.

Não se pode esquecer que o deus do mar só abre seus salões submarinos uma vez a cada 180 anos e que quando isso acontece, a magia fica solta no ar... A última vez que isso aconteceu foi em 1848, um ano em que novas ideias fizeram o mundo mudar. Tanto para o bem como para o mal. 

Com uma regente tão especial como essa Lua em Peixes o ano vai ser favorável para todas as formas de arte e vai permitir e estimular todos os sonhos. Em 2012, as novas ideias vão ter a força dos encantamentos.
Dos quatro eclipses que acontecem a cada ano, três vão se formar no eixo que une os signos de Gêmeos e Sagitário. Isso indica que a comunicação e todas as formas de aprendizagem vão ter um papel muito importante nas nossas vidas e nos acontecimentos coletivos. 

A conjunção entre a Lua e Netuno que vai estar no céu na madrugada do ano novo astrológico avisa que as ideologias estão de volta, mas não necessariamente com a mesma cara das que nós conhecemos até agora. 


A revolução provocada e conduzida por Urano, o planeta da liberdade, já está convocando seus militantes que estão super dispostos a lutar, mas não vão aceitar discursos ou propostas anacrônicas...  >>> http://delas.ig.com.br/comportamento/previsoes-dos-signos-para-2012/n1597412420155.html

Destroços de satélite passam perto da ISS | Ciência | band.com.br - Band.com.br

 Atualizado em sábado, 24 de março de 2012 - 16h25

Destroços de satélite passam perto da ISS

A Nasa disse em sua conta no Twitter que esta foi a "terceira vez" que uma tripulação se refugia nas cápsulas Soyuz
Estação Espacial Internacional foi ameaçada por destroços de satélite / NASA/AFPEstação Espacial Internacional foi ameaçada por destroços de satéliteNASA/AFP

Um pedaço de um velho satélite russo passou a toda velocidade nas proximidades da ISS (Estação Espacial Internacional), obrigando a tripulação a se refugiar brevemente em duas cápsulas Soyuz, disseram neste sábado as agências espaciais russa e americana. Os restos à deriva são do satélite Cosmos 2251, lançado em 1993 e que entrou em colisão com o satélite de comunicação americano Iridium-33 em fevereiro de 2009.

A Nasa (Agência Espacial Americana) disse em sua conta no Twitter que esta foi a "terceira vez" que uma tripulação se refugia nas cápsulas Soyuz devido à passagem desses restos. A agência espacial russa disse que o pedaço de satélite passou a 23 quilômetros da estação internacional, obrigando os três russos, dois americanos e um membro holandês da tripulação a buscar refúgio nas Soyuz.

Estas cápsulas Soyuz estão acopladas à ISS e são utilizadas pelas tripulações para regressar à terra após suas missões, no caso de emergência. "A ameaça passou", declarou um responsável do centro de controle da missão russa à agência Interfax. "Os cosmonautas já retornaram (à estação) para prosseguir sua missão", disse.

Milhares de pedaços de metal, plástico e vidro giram em torno da terra. São resíduos dos 4.600 lançamentos nos 55 anos de conquista e utilização do espaço.

Resumo da visita do Papa Bento XVI ao México / El Universal

REZO POR VÍCTIMAS DE VIOLENCIA: PAPA

Durante el viaje de 14 horas que lo trajo a México, el Pontífice consideró que es responsabilidad de la Iglesia educar conciencias y orar por las víctimas del crimen organizado
04:05

G1 - G1 faz chat sobre educação financeira nesta sexta-feira - notícias em Vestibular e Educação

 

A especialista Cássia D'Aquino vai responder as perguntas de leitores. Mande suas dúvidas para o G1.


G1 publica nesta semana a série de reportagens "Dinheiro na mão de crianças", sobre educação financeira e como pais e escola ensinam as crianças a lidar com dinheiro. Nesta sexta-feira (23), a partir das 14h, a professora Cássia D'Aquino, especialista no assunto, vai participar de um chat para responder as perguntas dos leitores. 
fraude.jpg (300×225)

A série deveria ser dirigida às autoridades brasileiras que ocupam cargos públicos, melhor dizer,  para aqueles  que irão tomar conta de orçamentos generosos - de municípios, estados e da federação, mais as empresas estatais -  neste momento difícil para as economias de todas as nações do planeta.As aulas poderiam ajudar, principalmente, os brasileiros que pecam tanto quando usam o dinheiro público. 
Imagino que tais aulas sobre educação financeira deveriam ser obrigatórias para os eleitos e seus escolhidos para administrar ministérios, secretarias, departamentos, fundações e tantas outras repartições dos diversos governos.

Amazon, Apple etc.: está online um e-curso intensivo

Amazon, Apple etc.: está online um e-curso intensivo

14/03/2012
 às 12:08 \ MercadoPelo mundo

Amazon, Apple etc.: está online um e-curso intensivo

Interessado em compreender melhor as entranhas do novo mundo dos e-books, em especial a luta dos modelos comerciais antípodas oferecidos por Amazon e Apple e como se situam escritores, editores e livreiros diante deles? Bem, levando-se em conta que, a maior parte do tempo, o Brasil ainda age como se nada disso existisse, você precisa em primeiro lugar saber inglês. Cumprido tal requisito, não existe curso melhor e mais intensivo do que ler a carta aberta – pró-Apple e grandes editoras – que o escritor best-seller Scott Turow (foto), presidente do Authors’ Guild, a associação dos escritores dos EUA, enviou aos membros da organização. Depois é só tomar fôlego e emendar, rolando a tela, na longa lista de comentários postados no site da AG, divididos entre o apoio e a crítica ao ponto de vista de Turow. Além de ser didático, o debate dá inveja: fora um papalvo internético ou outro, o grau de civilidade, informação, articulação e até estilo dos debatedores é de derrubar o queixo.
*
No momento histórico em que a Enciclopédia Britânica deixa de circular em papel, que tal olhar em volta e medir nosso atraso em relação ao país que ocupa a extremidade oposta da palavra Bric? Na China, segundo reportagem da “Economist”, a internet já mudou o panorama literário de cabo a rabo:
Embora os leitores eletrônicos ainda sejam escassos, a internet afetou enormemente os hábitos de leitura. Cada vez mais o público chinês lê livros em telefones, tablets e laptops. As pessoas com menos de 30 anos, que têm mais probabilidade de possuir tais equipamentos, são os leitores mais ávidos… O resultado é um jorro de ficção de massa, escrita (e lida) em websites, não no papel.
*
Somos campeões em consumo de celulares, mas você conhece alguém que leia ficção no smartphone? Eu conheço um cara. É um e-editor.
*
Nesse quadro marcado pelo que se poderia chamar de analfabetismo funcional literário, o pior é quando o hábito – mais que resignado, satisfeito – de falar para meia dúzia afeta o juízo do cidadão, levando-o a acreditar que quanto menos leitores tiver, melhor. Nessas horas convém lembrar que…
…Nabokov nunca perde de vista a narrativa, a melodia. Desconstruir ou fazer experiências abandonando o leitor tem sido, desgraçadamente, uma prática frequente demais. Creio que é necessário brincar e experimentar sem esquecer o interesse do leitor, e manter a história em alta sem se submeter a ela.
Isso é Enrique Vila-Matas defendendo, em entrevista ao “El País”, aquilo que chama de “vanguarda feliz”, e que poderia ser traduzido por “literatura esteticamente inquieta que não abre mão do prazer nem depende de teóricos acadêmicos para se afirmar” – conceito simples, mas precioso, que o escritor espanhol trata de aplicar mais uma vez em seu novo livro, Aire de Dylan.