Postagem em destaque

Slow Motion Bossa Nova - Celso Fonseca & Ronaldo Bastos

Encante-se ...!

sábado, 24 de agosto de 2013

Senador boliviano foge para o Brasil...

O senador boliviano Roger Pinto, em foto de 2008 Foto: EFE
O senador boliviano Roger Pinto, em foto de 2008
Foto: EFE
  atualizado às 18h52

Senador refugiado em embaixada em La Paz deixa Bolívia e foge para o Brasil





O senador opositor boliviano Roger Pinto, que estava refugiado na embaixada brasileira em La Paz desde 28 de maio de 2012, abandonou a legação diplomática, saiu de seu país e está no Brasil, disseram neste sábado à Agência Efe fontes próximas ao caso.

"Já está no Brasil e nas próximas 48 horas convocará uma entrevista coletiva, que possivelmente será em Brasília", disse a fonte, que pediu absoluto anonimato e alegou "razões de segurança" em função da delicadeza do assunto.

Médicos cubanos estão em Pernambuco... / portal Terra


  atualizado às 17h04

Primeiros médicos cubanos contratados pelo governo já estão no Brasil

Chegada dos primeiros médicos cubanos no Aeroporto Internacional de Recife, em Pernambuco Foto: Luiz Fabiano / Futura Press
Chegada dos primeiros médicos cubanos no Aeroporto Internacional de Recife, em Pernambuco
Foto: Luiz Fabiano / Futura Press

INFOGRÁFICO: REVALIDAÇÃO DO DIPLOMA MÉDICO
Os primeiros médicos cubanos contratados pelo governo federal para atender em áreas rurais e isoladas já estão no Brasil. O grupo desembarcou às 14h28 deste sábado no Aeroporto Internacional do Recife em escala de voo que segue para Brasília. 
Trinta formados em Cuba desembarcaram no Recife e outros 176 seguem para Brasília. Eles vieram em um voo fretados pela Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) e pelo governo cubano. Durante este final de semana, está prevista a chegada de 400 médicos da ilha caribenha.
Os profissionais da saúde foram recepcionados pelo Recepcionados pelo secretário de gestão do trabalho e pela educação do Ministério da Saúde, Mozart Sales, e seguiram para alojamentos do Exército. A partir da segunda-feira, eles passam por um treinamento de três semanas na Universidade Federal de Pernambuco.
Uma nota do Ministério de Saúde Pública de Cuba (Minsap), divulgada hoje informa que essa entidade assinou um convênio com a Organização Pan-americana da Saúde (OPS) "enquadrado nos princípios de cooperação Sul-Sul" para prestar serviços de atendimento básico de saúde no Brasil. "Mediante este convênio chegarão ao dito país neste fim de semana 400 médicos, que fazem parte de um contingente de 4 mil profissionais que chegarão ao Brasil até o final do 2013", disse a nota, datada da sexta-feira e publicada no jornal oficial "Granma".
O trabalho dos cubanos no Brasil "seguirá o modelo de cooperação internacional" que o ministério mantém atualmente em 58 países de vários continentes, acrescentou o comunicado. No Brasil, o Ministério Público anunciou na sexta-feira que abrirá um processo preliminar para analisar os contratos e as condições de trabalho dos médicos cubanos, e advertiu que em caso de uma possível irregularidade poderá recorrer nos tribunais.
ENTENDA O 'MAIS MÉDICOS'
- Profissionais receberão bolsa de R$ 10 mil, mais ajuda de custo, e farão especialização em atenção básica durante os três anos do programa.
- As vagas serão oferecidas prioritariamente a médicos brasileiros, interessados em atuar nas regiões onde faltam profissionais.
- No caso do não preenchimento de todas as vagas, o Brasil aceitará candidaturas de estrangeiros. Eles não precisarão passar pela prova de revalidação do diploma
- O médico estrangeiro que vier ao Brasil deverá atuar na região indicada previamente pelo governo federal, seguindo a demanda dos municípios.
- Criação de 11,5 mil novas vagas de medicina em universidades federais e 12 mil de residência em todo o País, além da inclusão de um ciclo na residência em que os profissionais atuarão no Sistema Único de Saúde (SUS).
 
Com informações da EFE. 

Demorou mas o vício ideológico mostrou suas "nececidades"

http://m.jb.com.br/pais/noticias/2013/08/24/manifestacao-contra-revista-termina-com-bombas-correria-e-depredacao-em-sp/

Manifestação contra revista termina com bombas, correria e depredação em SP

Thiago TufanoPortal Terra
Os cerca de 200 manifestantes que se reuniram no Largo da Batata, zona oeste da capital paulista, na noite desta sexta-feira, tinham por objetivo protestar contra a revista Veja, da editora Abril. Em panfletos distribuídos aos pedestres, classificaram a publicação como "manipuladora da opinião pública", de "jogar a população contra os manifestantes" e a mídia em geral de mentir para proteger os políticos. O protesto foi acompanhado de perto pela polícia, que em alguns momentos manteve um efetivo praticamente igual ao número de manifestantes.
O grupo que saiu pela avenida Faria Lima, desceu a avenida Eusébio Matoso até alcançar a Marginal Pinheiros, sentido rodovia Castelo Branco. Os manifestantes fecharam o trânsito nas pistas local e expressa até alcançarem a sede da editora Abril. Contornaram a portaria e na rua Sumidouro queimaram edições da publicação. O que sobrou das revistas foi lançado sobre os portões do prédio. Do lado de dentro, um grande número de seguranças particulares fazia a segurança do imóvel. A maioria dos funcionários da editora foi liberado mais cedo do trabalho, por volta das 16h.
A Marginal Pinheiros ficou fechada por mais de 20 minutos 
A Marginal Pinheiros ficou fechada por mais de 20 minutos 
Depois de queimadas as revistas, o grupo retornou para a Marginal Pinheiros, que ficou fechada por mais 20 minutos. Quando as primeiras pedras foram lançadas contra a portaria do prédio, a resposta foi imediata. Policiais militares, que se concentravam no local lançaram pelo menos quatro bombas, de efeito moral e gás lacrimogênio.
Bastou para que o grupo se dispersasse em disparada pela pista local da marginal. Já na entrada da avenida Frederico Hermman Júnior começou a depredação. A primeira vidraça a ser quebrada foi a de uma loja de decoração, alguns metros adiante, um veículo teve o vidro lateral quebrado e houve a tentativa de incendiá-lo, sem êxito. Policiais usaram extintores antes que o carro pegasse fogo. Em uma casa, a porta de entrada ganhou a pichação de um símbolo anarquista e o portão com a frase "morra burguesia". Sobrou ainda para o para-brisas de pelo menos mais dois carros, vidraças da secretaria estadual de Meio-Ambiente, de um banco e de uma lavanderia.
Um rapaz, que se identificou como Eduardo, foi detido, acusado de portar uma garrafa de álcool. Em seu favor ele afirmou que a garrafa estava lacrada e que tinha nota fiscal do produto. A polícia o deteve como suspeito de ter tentado incendiar o veículo. Houve bate-boca entre policiais e manifestantes, mas ele foi levado por um carro de polícia até o 14º Distrito Policial. Antes, ele seria levado a exame de corpo de delito, por conta de um ferimento na boca, que ele afirmou ter sido produzido por policiais.
Enquanto isso, na esquina da rua Carlos Rath, um segurança particular contava ter impedido "meia dúzia" de manifestantes de passarem por ali. Sem nenhuma cerimônia, foi direto. "A polícia não pode bater neles, mas eu posso". O segurança prosseguiu. "Se o protesto era contra a revista, não temos nada a ver com isso".
?

sexta-feira, 23 de agosto de 2013

As mulheres vão dominar o mundo em todas as atividades ? Parece que sim!

 

Coluna de Cláudio Humberto no Diário do Poder

  • 23 DE AGOSTO DE 2013
    Anunciada pelo Ministério da Saúde na quarta (21), a “importação” de 4 mil médicos cubanos ao Brasil desperta, além de controvérsias sobre a legalidade da contratação, expectativa sombria sobre a continuidade do serviço, através da Organização Panamericana de Saúde e seu braço-direito cubano privado, a Servimed: a possibilidade de deserção. Mas Cuba contorna o “problema” com um passaporte válido apenas na ilha.
    Compartilhar
  • Presidente nos EUA da ONG Cuba Archive, a cubana Maria Werlau diz que o “passaporte vermelho” substitui papéis retidos por “supervisores”.
    Compartilhar
  • Muitos médicos se inscrevem em Cuba visando possível fuga, mas o controle depende do país: cerca de 2 mil fugiram entre 2006 e 2010.
    Compartilhar
  • Se aplicada aqui a “Lei de Tarso” (Genro), que deportou dois pugilistas cubanos que queriam asilo, o “passaporte vermelho” está descartado.
    Compartilhar
  • Lula e Dilma são a prova viva da eficiente medicina cubana: curaram o câncer em São Paulo, mas Hugo Chávez morreu da doença em Cuba.
    Compartilhar
  • Às vésperas da cassação do irmão, deputado Natan Donadon, preso na penitenciária da Papuda, em Brasília, o ex-prefeito Melki Donadon (PTB-RO) procurou o presidente da Câmara, Henrique Alves (PMDB-RN), para se queixar de que o deputado considerado ladrão transitado em julgado tem problemas de saúde (é asmático) e de relacionamento tenso na prisão, além de não se alimentar nem dormir direito.
    Compartilhar
  • Acompanhado de Nilton Capixaba (PTB-RO) e de Jovair Arantes (PTB-GO), o irmão de Donadon se reuniu com Henrique Alves duas vezes.
    Compartilhar
  • Henrique Alves ouviu o relato, mas deixou claro que não há nada a fazer. A cassação será votada no Plenário da Câmara na quarta (28).
    Compartilhar
  • Melki Donadon cogitou pedir a transferência de Natan para Vilhena, em Rondônia, mas concluiu que seria ainda pior na delegacia de lá.

Cuba pode perder médicos por causa do convênio com o Brasil

MÉDICOS CUBANOS
PASSAPORTE ‘ANTIFUGA’ AMARRA MÉDICOS CUBANOS
PASSAPORTE DOS PROFISSIONAIS CUBANOS NÃO VALE PARA VIAJAR A OUTROS PAÍSES
Publicado: 23 de agosto de 2013 às 0:22
Por: 
Anunciada pelo Ministério da Saúde na quarta (21), a “importação” de 4 mil médicos cubanos ao Brasil desperta, além de controvérsias sobre a legalidade da contratação, expectativa sombria sobre a continuidade do serviço, através da Organização Panamericana de Saúde e seu braço-direito cubano privado, a Servimed: a possibilidade de deserção. Mas Cuba contorna o “problema” com um passaporte válido apenas na ilha. Leia mais na Coluna Cláudio Humberto.
Mais artigos sobre:

    quinta-feira, 22 de agosto de 2013

    Sargento do BOPE morre em tiroteio

    http://estadao.br.msn.com/ultimas-noticias/sargento-morreu-com-tiro-na-cabe%c3%a7a-e-n%c3%a3o-por-picadas?utm_source=twitterfeed&utm_medium=twitter
    Atualizado: 22/08/2013 19:17 | Por SERGIO TORRES E FÁBIO GRELLET, estadao.com.br

    Sargento morreu com tiro na cabeça e não por picadas

    O sargento Eliésio Figueiredo, do 7º Batalhão da Polícia Militar do Rio, foi morto com um tiro na cabeça durante...

    O sargento Eliésio Figueiredo, do 7º Batalhão da Polícia Militar do Rio, foi morto com um tiro na cabeça durante um tiroteio com criminosos na favela do Salgueiro, em São Gonçalo, na Região Metropolitana do Rio, na quarta-feira, 21. Dois supostos traficantes também foram mortos.
    Inicialmente se divulgou que o policial teria sido morto em razão de um ataque de abelhas, depois que um tiro de fuzil atingiu uma colmeia construída em um tronco de árvore. As abelhas realmente atacaram policiais e bandidos, e todos correram. Mas, segundo o delegado Leonardo Macharet, da 73ª DP (Neves), o corpo do sargento apresentava um tiro na cabeça, além de várias picadas de abelha pelo corpo. "Claro que só a necropsia vai confirmar oficialmente a causa da morte, mas já é possível concluir que o sargento morreu por conta do tiro", afirmou o delegado.
    Com os corpos repletos de picadas, outros dois policiais tiveram que ser hospitalizados. Segundo a PM, eles passam bem. Segundo a PM, após o ataque o sargento Figueiredo ficou para trás e não foi mais visto pelos colegas.
    Para procurar o colega na favela na quarta-feira a PM usou, sem sucesso, um helicóptero, um Caveirão (carro blindado da corporação) e até cães farejadores. O cadáver do sargento só foi localizado na manhã desta quint-afeira, 22, dentro de um manguezal nas vizinhanças do Salgueiro.
    A favela do Salgueiro é considerada um dos locais mais perigosos de São Gonçalo. A PM ocupa a comunidade de forma permanente, mas os traficantes continuam atuantes.
    Durante a operação foram apreendidos dois fuzis AR-15 e quantidades não especificadas de cocaína, maconha e crack, que estavam em uma mochila abandonada na área onde houve a troca de tiros.

    Banca imprime jornais e revistas na hora e evita desperdicio de papel | Eldorado Socioambiental

    Banca imprime jornais e revistas na hora e evita desperdicio de papel | Eldorado Socioambiental

    BLOGS TERRITÓRIO ELDORADO


    Eldorado Socioambiental

    21.08.13

    Banca imprime jornais e revistas na hora e evita desperdicio de papel

    por
    Giovanni Tonussi 
    , Seção: Meio Ambientesustentabilidadetendencias16:48:54.
    kiosk_klar1.jpg
    Você que gosta de ler jornal e revistas, já está acostumado a ir até a banca, escolher o seu preferido, ou então apenas abrir a porta de casa e receber a cópia da vez. Tudo isso necessita de papel, e o transporte dos jornais também tem um grande impacto na emissão de CO2 para o planeta.
    Mas em Estocolmo, na Suécia, uma iniciativa chamada Meganews resolveu inovar no modo de vender os periódicos. A idéia é simples: Através de uma banca toda computadorizada, o comprador escolhe a publicação que deseja, e ela é impressa na hora!
    A estréia da banca se deu recentemente na capital sueca, e o mecanismo é 100% digital. É só escolher o jornal através de uma telinha sensível ao toque, pagar com cartão de crédito, e em dois minutos a edição está impressa usando o sistema on demand. O acervo conta com as principais publicações internacionais.
    [+] Vídeo explica o funcionamento da banca e fala sobre a iniciativa:
    As empresas também não têm muito trabalho. O jornal ou a revista é compilado em formato digital pela editora, e depois são mandadas para a equipe do Meganews. São eles que reproduzem os elementos gráficos, e a editora ainda pode alterar o resultado final se desejar. Isso pode economizar uma grande quantidade de papel, e também dispensa o uso das transportadoras que causam muita poluição.

    Com infos do Ciclovivo