quarta-feira, 16 de março de 2016

Lula aceitou o ministério da Casa Civil e acertou como um tapa na cara dos brasileiros que se interessam pelo país...

Com uma bala só, Lula conseguiu acertar pelo menos cinco tiros no pé

Para livrar-se do juiz Sérgio Moro, que aumentou extraordinariamente seu poder de fogo com a carga de dinamite providenciada por Delcídio do Amaral, Lula resolveu refugiar-se no ministério e apostar no desaforo privilegiado. Ao disparar o que lhe parecia uma bala de prata, o estrategista trapalhão acertou cinco tiros no pé:
Primeiro: confessou que não tem como explicar as delinquências em que se meteu e, por isso mesmo, morre de medo de continuar na mira da Lava Jato.
Segundo: colou no Supremo a imagem de tribunal que protege alvos da Justiça Federal, esquecido de que o STF vai julgá-lo com base no colosso de provas em poder de Sérgio Moro, da força-tarefa de procuradores e da Polícia Federal.
Terceiro: assumiu o leme de um barco condenado ao naufrágio ─ e, portanto, condenou-se a morrer abraçado ao poste que instalou no Planalto.
Quarto: ao assumir a chefia da Casa Civil, proibiu-se de brincar de chefe da oposição petista ao governo petista de que agora faz parte.
Quinto: nas próximas manifestações de rua, o Fora Lula! vai ganhar do Fora Dilma!
Tudo somado, está claro que apenas os devotos da seita ainda enxergam uma grande jogada no que foi uma monumental ideia de jerico.