sexta-feira, 1 de abril de 2016

A extraordinária Brasília e seus luxos...serve de abrigo provisório para Lula

POLÍTICA

O confortável bunker de Lula

O apartamento e a sala já passaram por vistorias contra grampos ambientais ou telefônicos
Bunker de Lula (Foto: Royal Tulip Alvorada)
Ricardo Noblat        Bunker de Lula (Foto: Royal Tulip Alvorada)
Quando Lula chegou a Brasília para tomar posse como Ministro-Chefe da Casa Civil da presidência da República, assessores de Dilma pensaram em hospedá-lo na Granja do Torto.
Como presidente, Lula preferia a Granja do Torto a qualquer outra residência oficial. Ali podia pescar, como gosta, e preservar mais sua intimidade.
Viu-se a tempo que a Granja do Torto não poderia ser destinada a um ministro. Haveria outra casa para Lula, dessa vez na área nobre do Lago Sul.
Mas logo Lula foi impedido pela Justiça de exercer o cargo de ministro. E o jeito foi hospedá-lo em um hotel, por enquanto.
É no Royal Tulip Brasilia Alvorada que Lula opera como assessor informal de Dilma. O hotel é vizinho do Palácio do Alvorada.
Fora seu apartamento, que por ora não se sabe quem paga, ele costuma se reunir em uma sala do hotel para conversas reservadas.
O apartamento e a sala já passaram por vistorias contra grampos ambientais ou telefônicos.