Postagem em destaque

Ferreira Gullar no blog de Ricardo Noblat

POEMA DA NOITE Traduzir-se Ferreira Gullar 04/12/2016 -  23h00 Uma parte de mim é todo mundo: outra parte é nin...

quarta-feira, 20 de julho de 2016

Últimas notícias da Veja: revista demitiu 49 profissionais entre junho e julho / Jornal Opção

http://www.jornalopcao.com.br/colunas-e-blogs/imprensa/revista-veja-demite-editores-vilma-gryzinski-isabela-boscov-karina-pastore-e-o-colunista-leonel-kaz-36087/


Euler de França Belém

Revista Veja demite editores Vilma Gryzinski, Isabela Boscov, Karina Pastore e o colunista Leonel Kaz


A publicação da Editora Abril permanece com apenas um editor-executivo, além dos quatro redatores-chefes
[Vilma Gryzinski participando do Mundo Livre, da TVVeja, com os jornalistas
Diogo Schelp e Duda Teixeira]
Segundo o Portal dos Jornalistas, a revista “Veja” demitiu 49 profissionais — 32 em São Paulo —, nas últimas semanas. Os últimos demitidos são da comissão de frente, editores consagrados, responsáveis pelo sucesso da publicação: Vilma Gryzinski, Isabela Boscov e Karina Pastore, além do colunista Leonel Kaz.
Vilma Gryzinski, como editora-executiva, era a principal responsável pela cobertura internacional da “Veja”. Durante anos, editou as reportagens e escreveu textos de qualidade. O Portal dos Jornalistas apresenta-a como ex-responsável pelos núcleos de comportamento, estilo e moda. Jornalista de primeira linha, vai continuar como colaboradora na TV Veja, no programa “Mundo Livre”.
Karina Pastore, do núcleo de saúde, é outra jornalista experimentada. É uma das raras jornalistas patropis com formação científica adequada para atuar na cobertura de saúde.
Isabela Boscov (foto acima), que vai produzir vídeos para o Youtube e lançar um blog sobre cinema e séries, vai colaborar nas versões impressa e online da revista.
Diogo Xavier Schelp é o único editor-executivo que permanece na “Veja”. Carlos Graieb foi promovido a diretor de redação da Veja.com e Jaime Klintowitz se aposentou.
O Portal dos Jornalistas diz que a TVVeja “está bombando”. Por isso a Editora Abril vai investir na sua expansão, com novos programas e contratações.