Postagem em destaque

Ferreira Gullar no blog de Ricardo Noblat

POEMA DA NOITE Traduzir-se Ferreira Gullar 04/12/2016 -  23h00 Uma parte de mim é todo mundo: outra parte é nin...

quarta-feira, 16 de novembro de 2016

Manifestantes de identificação genérica ou de princípio ativo desconhecido invadem o prédio da Câmara e se fazem protagonistas da imagem de desorganização que mostra o momento do Brasil

quarta-feira, novembro 16, 2016


MANIFESTANTES INVADEM O PLENÁRIO DA CÂMARA EM PROTESTO CONTRA CORRUPÇÃO, CANTAM HINO NACIONAL E GRITAM 'VIVA SERGIO MORO"

Aos gritos de "Federal aqui", quase uma centena de manifestantes sem bandeiras ou identificação partidária vandalizaram e invadiram o plenário da Câmara dos Deputados momentos antes do início da sessão. Aos gritos de "aqui é a casa do povo", eles ocuparam a Mesa Diretora após quebrar a porta de entrada para o plenário (video acima).
O vice-presidente da Casa, Waldir Maranhão (PP-MA), estava na cadeira do presidente quando os dezenas de pessoas chegaram à Mesa e iniciaram um coro de "viva Sérgio Moro". Em seguida, entoaram o Hino Nacional.
A segurança da Casa tentou retirá-los para dar continuidade aos trabalhos quando houve confusão com troca de socos entre os "policiais" legislativos. Os manifestantes se recusam a sair e conversam com o primeiro-secretário da Câmara, Beto Mansur (PRB-SP).
Alguns dos manifestantes estão vestidos com camisas pedindo intervenção militar, mas a reivindicação do grupo não foi declarada. Interpelados pela imprensa, alguns disseram que o primeiro passo era invadir o plenário. Cerca de 10 minutos depois, eles pediram uma intervenção militar, o fim da corrupção e aposentadorias dignas, entre outros pontos.
A segurança da Câmara retirou todos os jonalistas do Salão Verde (em frente à entrada do Plenário) e tenta retirar os manifestantes, que dizem não ter intenção de se retirar. Do site Diário do Poder