Postagem em destaque

Slow Motion Bossa Nova - Celso Fonseca & Ronaldo Bastos

Encante-se ...!

sábado, 9 de novembro de 2013

O valor das bicicletas em Nova York / Números de cinco meses de pesquisa

http://nycgov.tumblr.com/post/66376749620/great-news-citi-bike-exceeds-5-million-rides
Great news: Citi Bike exceeds 5 million rides, with 10 million miles traveled in the first 5 months!
Some more incredible stats since Citi Bike launched operations on May 27:
5,172,616 trips as of this morning, more rides than the populations of Brooklyn and Queens combined
432,244 people have purchased access passes, averaging 35,000 daily trips over the last three months
94,000 annual memberships
44,000 trips in the peak travel day
10.08 million estimated miles traveled to date
403 million estimated calories burned since launch (the equivalent of 732,000 Big Macs!)
6,000 bikes in 330-station system
6 daily rides on average on each Citi Bike
862 rides on average on each Citi Bike since launch
Note that it took Washington, D.C.’s bike share program almost three years of operation to reach 5 million rides. Read more fun facts about Citi Bike, the largest bike share program in the nation, on NYC.gov.
Great news: Citi Bike exceeds 5 million rides, with 10 million miles traveled in the first 5 months!
Some more incredible stats since Citi Bike launched operations on May 27:
  • 5,172,616 trips as of this morning, more rides than the populations of Brooklyn and Queens combined
  • 432,244 people have purchased access passes, averaging 35,000 daily trips over the last three months
  • 94,000 annual memberships
  • 44,000 trips in the peak travel day
  • 10.08 million estimated miles traveled to date
  • 403 million estimated calories burned since launch (the equivalent of 732,000 Big Macs!)
  • 6,000 bikes in 330-station system
  • 6 daily rides on average on each Citi Bike
  • 862 rides on average on each Citi Bike since launch
Note that it took Washington, D.C.’s bike share program almost three years of operation to reach 5 million rides. Read more fun facts about Citi Bike, the largest bike share program in the nation, on NYC.gov.

Noticiário da Prefeitura de Nova York / Comunicação do Departamento de Educação de Nova York..

http://www.nyc.gov/html/digital/html/news/digital-ready.shtm



CITY OF NEW YORK LAUNCHES NEW DIGITAL LEARNING INITIATIVE TO HELP PREPARE PUBLIC HIGH SCHOOL STUDENTS FOR COLLEGE AND SUCCESSFUL CAREERS

NYC Digital Releases Update to the Digital Roadmap with 100% of the Objectives Achieved, Digital Education Programs Have Impacted over One Million New Yorkers
October 17, 2013
New York City Schools Chancellor Dennis M. Walcott, Media and Entertainment Commissioner Katherine Oliver and Chief Digital Officer Rachel Haot today announced Digital Ready, an intensive professional development and technology expansion program designed to help participating NYC public high schools use technology and student-centered learning to improve their students’ readiness for college and careers. Digital Ready introduces strategic digital teaching tools and connects students with New York City’s vibrant technology community to help them develop the professional skills and technology competencies that equip them for success in the new digital economy through partnerships with technology and media leaders. NYC Digital also released New York City’s Digital Leadership: 2013 Roadmap, which reflects that 100% of the 40 initiatives in the City’s digital growth plan, across areas of infrastructure, education, open data, engagement and industry, are now complete. It also details the recent Digital Cities Symposium and introduces new ideas for future goals. The announcement took place at Brooklyn International High School, one of the schools participating in Digital Ready.
“The Digital Ready program is a forward-thinking and beneficial addition to our school system,” said Chancellor Dennis M. Walcott. “Through the use of technology and strong partnerships with outside organizations, Digital Ready provides our students enhanced classroom experiences and real-world learning opportunities that will support them on the path to success in college and careers.” “It is essential to equip young New Yorkers with the skills they’ll need to pursue careers after they’ve finished their education,” said Commissioner Katherine Oliver, Mayor’s Office of Media and Entertainment. “Digital Ready will help bridge the gap between lessons learned in the classroom with the valuable hands-on experience they’ll acquire through collaboration with our partners in the media and technology industries.”
“From kindergarten to senior centers, digital literacy programs in Mayor Bloomberg’s administration have impacted over one million New Yorkers, and this investment in education is crucial to the City’s Digital Roadmap,” said Rachel Haot, New York City’s Chief Digital Officer. “Digital Ready illustrates the commitment of New York City’s thriving technology community to support the next generation of engineers by providing students with an invaluable opportunity to learn firsthand from local startups. In addition, I would like to thank Mayor Bloomberg for his leadership and vision, as the 2013 Roadmap illustrates that 100% of the 40 initiatives introduced in 2011 to help realize New York City’s digital potential are now complete. To continue to raise the bar, the Roadmap also identifies opportunities to build on this progress in the areas of infrastructure, education, open data, engagement and industry.”
Digital Ready supports innovative educational practices in participating schools in order to improve students’ college and career readiness and help them to become digital citizens. Teachers build digital resources into their lesson plans, use new media tools to engage their students in deeper learning and work with partners to expose students to careers that rely on knowledge of digital technology. Students in participating schools develop essential digital literacies and skills, engage in high-quality learning and enhance their college and career readiness by participating in expanded learning online and outside of school. The program has launched in 10 high schools in fall 2013, and will expand in the following year to 10 additional schools, including middle and high schools. The 10 schools in Digital Ready for the 2013-2014 school year are:
• Academy for Innovative Technologies
• Bronx Academy for Software Engineering
• Bronx Compass High School
• Brooklyn International High School
• City As School
• Fannie Lou Hamer Freedom High School
• Frederick Douglass Academy VII
• Hillcrest High School
• Hudson High School for Learning Technologies
• Satellite Academy High School
As part of Digital Ready, teachers are trained and supported in the use of a wide range of technology-based tools and resources. Digital Ready also includes collaboration with external partners in the digital industry to create pathways for students and their future. Tech companies have the opportunity to mentor students, offer internships and contribute to the learning experience in a variety of ways. Partners involved with Digital Ready include: the American Museum of Natural History, Apple, Artsy, Beam Center, BRIC Arts Media, Brooklyn College Community Partnership, Eyebeam, Dream Yard, Global Kids, Google, Iridescent, the LAMP, Mozilla Hive NYC Learning Network, Museum of the Moving Image, NPower, NYC Salt, Scenarios USA, ScriptEd, Skillfeed and Tribeca Film Institute, among others.
“Artsy is thrilled to partner with NYC Digital to enable students in New York City high schools to discover art from museums and galleries around the world,” said Carter Cleveland, CEO and Founder, Artsy. “Education is fundamental to Artsy’s mission, and we’re excited to be a part of the City’s vital initiatives around tech education and provide students with the tools to learn about art.”
“Thanks to Digital Ready, students from Brooklyn International High School will learn programming, carpentry, metalwork and digital storytelling skills while building a giant interactive sculpture as part of our BeamWorks Project,” said Brian Cohen, Co-director, Beam Center. “We think this kind of mentor-driven collaboration enables teens to discover the value of meaningful work and passionate interests of their own. It’s incredible that Digital Ready and the Department of Education are making the opportunity possible.”
“BRIC is dedicated to integrating the artistic process to digital practices to inspire students to be creators with technology for the 21st century,” said Jackie Chang, Director of Education, BRIC.
“Brooklyn College Community Partnership has been delivering quality social justice, arts and college access programs to underserved youth in Brooklyn for over 20 years,” said Steve Ausbury, Deputy Director, Brooklyn College Community Partnership. “This year, we are excited to partner with the Digital Ready program to introduce youth from NYC public school to our experience-based College-to-Career program at Brooklyn College. The Digital Ready program will allow BCCP to build relationships with three tech-savvy high schools and offer their students a closer look into a bright future in college.”
“Mozilla Hive NYC is committed to creating transformative learning experiences for young people, and through our collaboration with Digital Ready educators and technologists from 11 non-profit organizations in our network will introduce essential 21st century skills to youth, teachers and schools throughout NYC,” said Leah Gilliam, Project Director for Mozilla Hive NYC Learning Network. “We’re excited to deepen our work with the Department of Education’s Office of Post Secondary Readiness, by bridging the gap between formal and informal learning in the City and helping youth explore their interests while developing skills to shape their professional and civic identities.”
“I know that ScriptEd’s partnership with NYC Digital and the Department of Education will broaden our impact and help many more students learn the computer programming skills they’ll need to be creators, and not just consumers, of technology,” said Maurya Couvares, Executive Director, ScriptEd.
“Skillfeed is excited to be providing NYC students access to hundreds of online courses to help them hone their digital skills,” said David Fraga, General Manager of Skillfeed.
“Tribeca Film Institute is proud to support innovation in NYC schools through this innovative program,” said Beth Janson, Executive Director of TFI. “We are thrilled to be working with educators and students at Brooklyn International High School to develop student-led new media projects that help young people explore and engage in social issues that are relevant to their school environment and their communities at large.”
In 2011, Mayor Bloomberg introduced New York City’s first Digital Roadmap. Less than three years later, with 100% of objectives complete, New York City’s Digital Leadership, the latest update to the Roadmap, demonstrates the strides the City has made to date, driven by investments in infrastructure, education, open government, online engagement and technology sector support. Highlights include:
• Enabling 300,000 low-income residents to access the Internet and adopt service since the introduction of the first Digital Roadmap,
• Launching over 40 digital learning programs that have served over one million New Yorkers to date, including Cornell Tech NYC on Roosevelt Island,
• Expanding the NYC OpenData platform from 350 public data sets offered at launch to over 2,000,
• Relaunching a groundbreaking NYC.gov website and tripling the City’s social media audience,
• Growing the City’s technology sector to over 1,000 Made in NY technology companies.
The new NYC.gov, which recently launched, anticipates user needs based on traffic and search data, responds to requests with improved search results, serves users with improved digital customer service functionality, informs New Yorkers of important news and programs and engages visitors on any device and digital screen.
The 2013 New York City’s Digital Leadership also includes ideas and recommendations that look to the future of the City’s position as a global digital leader, including how the City can work with local companies to increase the number of women and minorities in the tech sector. These recommendations were gathered through social media, public listening sessions and presentations that took place across New York City. To read New York City’s Digital Leadership: 2013 Roadmap in full, visit NYC.gov.

Press Contacts
Department of Education
Erin Hughes/David Pena: 212-374-5141

Mayor’s Office of Media and Entertainment
Marybeth Ihle: 212-669-7742, mihle@media.nyc.gov

sexta-feira, 8 de novembro de 2013

Complicação > Copa do Mundo de Futebol / Fifa e Procon estão se enfrentando em campos diferentes ...


Esportes

Procon entra com ação contra Fifa e pede esclarecimentos sobre sorteio

A ação coletiva movida pelo Procon-RJ contra a Federação Internacional de Futebol (Fifa), cobrando esclarecimentos quanto o sistema de sorteio de ingressos para a Copa do Mundo de 2014, já encontra-se em fase de avaliação na primeira instância, no Tribunal de Justiça do Rio. O Procon considera que os mais de seis milhões de torcedores que se inscreveram para o sorteio no site da Fifa, não foram devidamente informados sobre as etapas e critérios da seleção. Na terça-feira passada, a federação anunciou que 71,5% dos 889,3 mil ingressos destinados a pessoas de 188 países foram vendidos para residentes brasileiros com direito a desconto no país, mas não deram nenhuma pista desse grupo beneficiado ou qualquer detalhe da sua condição social, levantando uma cortina de fumaça em torno dos "sortudos".
A analista jurídica do Procon-RJ, Roberta Coimbra, contou que a Fifa encaminhou ao órgão documentos relacionados ao sorteio de ingressos, mas em momento nenhum cita os métodos adotados para a seleção. "Ou seja, continuamos no mesmo ponto, sem informações. Com isso, a medida cautelar é mantida e estamos avaliando todas as denúncias e reclamações que estão chegando ao Procon e ainda aquelas situações expostas pelos consumidores nas redes sociais e relacionadas ao assunto. A partir dos dados coletados, vamos organizar uma série de medidas para serem anexadas ao processo e aplicadas em favor do torcedor", destacou Coimbra. Ela afirmou ainda que a Fifa pode ser multada se não cumprir no prazo de 30 dias, que pode ser prorrogado, a apresentação das informações solicitadas na ação. A multa pode variar de R$ 480 a R$ 7 milhões. 
O Procon também exige o fim da taxa de desistência cobradas aos torcedores que desistem dos seus bilhetes, com base no Código de Defesa do Consumidor (CDC), que prevê o direito de arrependimento em qualquer compra. Segundo Coimbra, a Lei Geral da Copa não pode sobrepor o CDC em processos dessa natureza. No dia 11 de novembro terá início o segundo período de vendas dos ingressos e a analista do Procon disse que o órgão vai ficar atento ao cumprimento da distribuição dos bilhetes por ordem de pedido, de acordo com uma norma estabelecida no site da Fifa.
A torcedora curitibana Alethea Costa, contemplada em um sorteio na Copa das Confederações, não teve a mesma sorte na seleção da Fifa. Ela entrou no site da federação e seguiu todas as orientações para participar do sorteio, mas a sua solicitação foi não aceita. "Eu fiquei decepcionada. Acho essa situação muito chata, porque a gente não tem o direito de conhecer os métodos de sorteio. Poderia ser mais justo, até porque perdemos um bom tempo para entrar no site, fazer todos os procedimentos, escolher os jogos de acordo com a nossa disponibilidade e ainda fazer uma avaliação dos preços que cabem no nosso bolso. E depois de tudo isso a pessoa não ser selecionada e nem saber o porquê não foi selecionada", contou Alethea. Apaixonada por futebol, Aletheia, que é torcedora do Atlético Paranaense, ainda vai fazer uma última tentativa no segundo período de sorteio dos ingressos. "Mas estou sem esperança", desabafou a torcedora.
O Jornal do Brasil entrou em contato com o Comitê Organizador da Copa da Fifa e solicitou um posicionamento sobre a questão, mas até o fechamento desta matéria o comitê não havia retornado os contatos.  

Solicitação da torcedora Alethea Costa foi reprovado no site da Fifa
Solicitação da torcedora Alethea Costa foi reprovado no site da Fifa

Vamos torcer ??? Vai começar o combate: Democracia versus Dilma. / Véspera de Eleições




'É absurdo paralisar obra', diz Dilma sobre recomendação do TCU

A presidenta Dilma Rousseff afirmou, nesta sexta-feira (8), durante a inauguração de uma nova plataforma de petróleo em Rio Grande, no Rio Grande do Sul, que a recomendação do Tribunal de Contas da União (TCU) de paralisar sete obras pagas com recursos federais, entre elas a implantação de pavimentação da BR-448, a Rodovia do Parque, era "um absurdo".
"É absurdo paralisar uma obra. É algo extremamente perigoso. Depois ninguém repara o custo. Para e ninguém ressarce o que foi perdido. Mas vai ficar pronta e vamos inaugurá-la", declarou em entrevista a rádios locais. Ela garantiu que a rodovia será concluída.
A presidente acrescentou que pretende participar da cerimônia de inauguração da BR-448. "Eu não perco a inauguração por nada. É um resgate da segurança. Encerrou uma polêmica e é emblemática para qualquer governo", afirmou.
Dilma negou a relação de sua presença no evento com campanha eleitoral. "Eu participei do processo dela. É uma rodovia que vai de fato garantir que não tenha trânsito pesado na região. É emblemática para meu governo, para qualquer governo que sabe o que cada cidade precisa, não tem nada a ver com eleição", salientou.
Tags: brasil, dilma, obra, presidente, tribunal

Mais ou menos... ninguém precisa estudar para ter dinheiro




  atualizado às 17h48

Estudo: 46% dos bilionários brasileiros não possuem diploma universitário



O Brasil tem 50 bilionários atualmente, sendo que desses, 23 (46%) não possuem curso superior, segundo estudo divulgado nesta semana pelo banco UBS. De acordo com o levantamento, os bilionários do País possuem, juntos, US$ 259 bilhões (cerca de R$ 590 bilhões).



Os dados ainda mostram que 38% dos bilionários brasileiros conquistaram o patrimônio por si mesmo. Outros 32% acumularam seu próprio dinheiro a partir de uma grande herança e os 30% restantes apenas receberam herança e não aumentaram a renda.
O levantamento aponta ainda que o número de brasileiros bilionários cresceu em um ano – passando de 49, em 2012, para 50, em 2013 -, mas no ano passado a fortuna dos bilionários brasileiros era de US$ 300 bilhões. De acordo com o UBS, a queda na renda total dos bilionários brasileiros está ligada as perdas de Eike Batista, cujo patrimônio despencou cerca de US$ 30 bilhões.
Ainda de acordo com o levantamento, a idade média dos bilionários brasileiros é de 64 anos. Entre os bilionários, 90% são homens.

quinta-feira, 7 de novembro de 2013

"A Imprensa faz mal à democracia" / Democracia fará BO no STF por declaração

Lula revela: a imprensa faz mal à democracia

6 de novembro de 2013 
Autor: Guilherme Fiuza
pequeno normal grande
Guilherme Fiuza
Discursando no Senado, em comemoração aos 25 anos de promulgação da Constituição, Lula disse que a imprensa “avacalha a política”. E explicou que quem agride a política propõe a ditadura. Parem as máquinas: para o ex-presidente Luiz Inácio da Silva, a imprensa brasileira atenta contra a democracia. É uma acusação grave.
O Brasil não tinha se dado conta de que os jornais, as rádios, a internet e as televisões punham em risco sua vida democrática. Felizmente o país tem um líder atento como Lula, capaz de perceber que os jornalistas brasileiros estão tramando uma ditadura. Espera-se que a denúncia do filho do Brasil e pai do PT tenha acontecido a tempo de evitar o pior.
No mesmo discurso, Lula cobriu José Sarney de elogios. Disse que o senador maranhense, então presidente da República, foi tão importante na Constituinte quanto Ulysses Guimarães. Para Lula, Sarney sim é, ao contrário da imprensa, um herói da democracia.
É compreensível essa afinidade entre os dois ex-presidentes. Sarney e seu filho Fernando armaram a mordaça contra O Estado de S. Paulo. Proibiram o jornal de publicar notícias sobre a investigação da família Sarney por tráfico de influência no Senado, durante o governo do PT. Isso é que é democracia.
Parem as máquinas: para o ex-presidente Luiz Inácio da Silva, a imprensa brasileira atenta contra a democracia. É uma acusação grave
A imprensa é mesmo um perigo para a política nacional. Ela acaba de espalhar mais uma coisa horrenda sobre o governo popular – divulgou um relatório do FMI que denuncia a “contabilidade criativa” na tesouraria de Dilma. Contabilidade criativa é uma expressão macia para roubo, já que se trata de fraudar números para esconder dívidas e gastar mais o dinheiro do contribuinte. Assim, a imprensa avacalha a política petista, cassando-lhe o direito democrático de avacalhar as contas públicas.
Lula faz essa declaração no momento em que manifestantes em São Paulo e no Rio de Janeiro, numa epidemia fascista, depredam e incendeiam carros da imprensa, além de agredir jornalistas. Luiz Inácio sabe o que faz. Sabe que suas palavras são gasolina nesse fogo. E não há nada mais democrático do que insuflar vândalos contra a imprensa – já que o método Sarney de mordaça é muito trabalhoso, além de caro.
Do fundo do mar, onde desapareceu há 21 anos, Ulysses Guimarães deve estar quase vindo à tona para tentar entender como Lula conseguiu exaltar a Constituição cidadã e condenar a imprensa num mesmo discurso. Ulysses morreu vendo a imprensa expor os podres de um presidente que seria posto na rua. Ulysses viu a imprensa ressurgir depois do massacre militar contra a liberdade de expressão. Ele mesmo doou parte de sua vida nessa batalha contra o silêncio de chumbo. Ao promulgar a Constituição cidadã, jamais imaginaria que, um quarto de século depois, um ex-oprimido descobriria que o mal da democracia é a imprensa. E estimularia jovens boçais a fazer o que os tanques faziam contra essa praga do jornalismo.
Lula saiu de seu discurso no Senado e foi almoçar com Collor – cujo governo democraticamente conduzido pelo esquema PC também foi avacalhado pelos jornalistas.
A união entre Lula e Collor é uma das garantias do Brasil contra a ditadura da imprensa, essa entidade truculenta e abelhuda. E o país se tranquiliza ainda mais ao saber que Lula e Collor estão unidos a Sarney. Com esse trio, a democracia brasileira está a salvo.
Chegará o dia em que a televisão e o rádio servirão apenas aos pronunciamentos de Dilma Rousseff em nome de seus padrinhos, poupando os brasileiros de assuntos ditatoriais como mensalão, contabilidade criativa, tráfico de influência, Rosemary Noronha e outras avacalhações.
Infelizmente Collor se atrasou e não pôde comparecer ao almoço. Lula pôde celebrar seu discurso com outros democratas, como o seu anfitrião, o senador Gim Argello (PTB-DF) – a quem a imprensa golpista também vive avacalhando, só porque ele responde a vários processos e a inquérito no STF por apropriação indébita, peculato, lavagem de dinheiro e corrupção passiva. Com a mídia avacalhando a política desse jeito, não dá nem para almoçar em paz com um amigo do peito.
A Argentina e a Venezuela, que Lula e o PT exaltam como exemplos de democracia, já conseguiram domesticar boa parte da imprensa. Com a reeleição de Dilma, o Brasil chega lá.

E La Nave va... / Ações melancólicas de um adolescente prefeito!

07/11/2013
 às 6:35

Haddad, o “moralizador” trapalhão do IPTU escorchante

 O prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, do PT, finalmente está fazendo política por sua própria conta, sem a sombra de Lula, que o elegeu. E o homem é um desastre ambulante. Não entro em minudências para não desviar o foco, mas a sua atuação durante os protestos de junho já evidenciava um trapalhão, tanto ao endurecer como ao amolecer. Dez meses depois de ser incensado como o homem novo, o que se cercava de técnicos e conduziria a capital a um patamar superior de civilização, o que se vê é um político atabalhoado, que mete os pés pelas mãos, que confunde arrogância com competência. Pesquisas encomendadas pelos petistas apontam um desgaste brutal de sua imagem. E ele faz por merecer.
A vitrine da campanha de Haddad, o tal Arco do Futuro, já era. Foi aposentando. Dele não se tem mais notícia. Saudado como uma revolução do urbanismo e do desenvolvimento planejado, descobriu-se que tudo não passava de conversa mole. Mas ainda faltava o prefeito dar o seu melhor. E ele veio com o reajuste do IPTU. Chegado ao populismo chique, engomadinho, o prefeito resolveu brincar de arranca-rabo de classes. Conseguiu aprovar na Câmara, recorrendo a manobras regimentais, um reajuste escorchante do IPTU. A proposta poderia ser chamada de um plano de vingança. Nas áreas da cidade em que o PT perdeu a eleição, o imposto vai nas alturas; naquelas em que ganhou, o reajuste é bem menor — chegando a haver redução. O prefeito justificou: estava enfiando a mão no bolso dos munícipes para manter congelada a tarifa de ônibus.
Notável! O “não” aos 20 centavos — ainda que eu considere tanto a reivindicação como a capitulação absurdas — uniu quase toda a cidade. Vocês se lembram. Boa parte dos que devem arcar com um aumento espetacular do IPTU apoiava o congelamento da tarifa. Com seu ar sereno e sábio, Haddad olhou nos olhos dos munícipes e disse: “Sabem essa medida que vocês aprovam? Então! Vocês pagarão a conta!”. Alguém poderia dizer: “Ora, ele foi realista. É assim mesmo; não existe almoço grátis…”. Eu, que não sou petista, também acho que ele fez bem, se é que vocês me entendem… Um político prudente não atrelaria o reajuste do IPTU, que é impopular, ao congelamento das tarifas, que é popular. Alegaria as necessidades que tem a Prefeitura e pronto!
Temendo protestos, os homens do prefeito na Câmara operaram manobras regimentais para aprovar a correção do imposto a toque de caixa. Conseguiriam. O Ministério Público obteve uma liminar suspendo os efeitos daquela sessão — e, pois, a aprovação do IPTU. Haddad se fez de surdo, disse não ter recebido a notificação, sancionou a lei, mesmo sabendo da existência da liminar, e mandou publicar no Diário Oficial. A reação da Justiça não tardou: tornou sem efeito a própria sanção — a Prefeitura vai recorrer. Desgaste após desgaste.
A “máfia dos fiscais”

A Educação no Brasil vai bem, obrigado! / Meninada da USP resolve ficar na reitoria, sem pagar aluguel, em vez de ir pra casa...

http://g1.globo.com/sao-paulo/noticia/2013/11/estudantes-passam-noite-em-vigilia-na-ocupacao-da-reitoria-da-usp.html

07/11/2013 07h23 - Atualizado em 07/11/2013 09h39

Estudantes passam noite em vigília na  ocupação da Reitoria da 



USP



Na noite de quarta, maioria dos alunos votou pela manutenção da ocupação
Apreensão era pela chegada da PM para a reintegração de posse. 


Ana Carolina MorenoDo G1 São Paulo

Alunos jogam bola em frente á reitoria da USP (Foto: Ana Carolina Moreno/ G1)Alunos jogam bola em frente á reitoria da USP (Foto: Ana Carolina Moreno/ G1)
Os estudantes da Universidade de São Paulo (USP) passaram a madrugada desta quinta-feira (7) em vigília no prédio da Reitoria da instituição, ocupada desde o dia 1º de outubro. Com música, mas sem bebidas, e jogo de futebol, eles se aglomeraram no gramado em frente ao prédio na expectativa de uma possível reintegração de posse. Os alunos têm como principal reivindicação a adoção de eleições diretas para reitor.
Após o amanhecer e sem a chegada do oficial de justiça e da Polícia Militar, o clima de apreensão deu lugar ao de tranquilidade por volta das 6:30. Após as 7h, alguns estudantes voltaram para dentro do prédio, mas dezenas seguiam na entrada da Reitora.
As duas principais reivindicações dos estudantes são a reforma do estatuto da USP e a implantação de eleições diretas na universidade para os cargos de reitor, vice-reitor e diretores. No último dia 31, a Reitoria apresentou uma proposta de termo de acordo que contemplava a convocação de uma estatuinte "livre e autônoma" para alterar o estatuto, inclusive contemplando a discussão de mudança do processo eleitoral.
Porém, na quarta-feira a comissão enviada pelo atual reitor João Grandino Rodas retirou a palavra "estatuinte" do termo e passou a sugerir apenas a realização de um congresso no primeiro semestre de 2014 para discutir as regras que regem a universidade. Arielli afirma que a nova proposta representou "um retrocesso".
Na noite de quarta, a maioria dos mais de 1.200 estudantes presentes votou pelo rechaço à proposta de acordo feita pela Reitoria. De acordo com Arielli Tavares, diretora do Diretório Central dos Estudantes "Alexandre Vannucchi Leme" (DCE-Livre da USP) e membro da comissão de negociação da greve estudantil, a maioria dos estudantes entendeu que a negociação com a Reitoria ainda precisa avançar mais.
"Os estudantes estão em meio a um processo de negociação com a Reitoria e decidimos ontem [quarta] continuar a greve e seguir a ocupação porque entendem que a Reitoria ainda não atendeu as principais reivindicações", disse ela ao G1.
Na noite de quarta, os alunos concordaram em se reunir em nova assembleia na noite desta quinta. Segundo a estudante, isso aconteceu porque a reunião de quarta "não conseguiu votar o conjunto das deliberações".
Nova reunião
A jovem disse que a comissão de negociação dos estudantes aguarda a confirmação de uma nova reunião com os negociadores indicados pela Reitoria, pré-marcada para as 10h desta quinta. O objetivo do movimento estudantil é apresentar formalmente o resultado da assembleia e discutir o novo termo de acordo apresentado na reunião de quarta.
Enquanto o diálogo com a Reitoria se mantém aberto, Arielli diz que "seria totalmente injustificável que a Polícia Militar reintegrasse posse nesse momento". Ela afirmou que os estudantes não votaram por nenhum indicativo de resistir fisicamente a uma possível reintegração de posse e que "o uso de força policial e de bombas de gás não é e nunca serão uma forma de calar os estudantes da USP"
.


quarta-feira, 6 de novembro de 2013

"Gostaria de 'fugir para namorar'" / Dilma

ASSANHAMENTO
PRESIDENTA DIZ QUE GOSTARIA DE “FUGIR PARA NAMORAR”
“SERIA MUITO BOM SE EU TIVESSE FUGINDO PARA ISSO”, DISSE A PRESIDENTA
Publicado: 6 de novembro de 2013 às 19:22 - Atualizado às 19:28
dilma moto
Dilma agora quer fugir para namorar
A presidenta Dilma Rousseff disse nesta quarta-feira (6) que gostaria de fugir para namorar. “Seria muito bom se eu tivesse fugindo para isso”, disse, tentando mostrar seu lado mais humano. O assunto surgiu quando ela foi questionada sobre seu passeio de moto em Brasília, notícia revelada em primeira mão pelo Diário do Poder. “Eu estou fugindo para coisa muito pequenininha ainda, como essa da moto”, relembrou.
Ela admitiu que sente falta de andar com liberdade nas ruas, porque vive cercada de seguranças. Segundo a presidenta, sua primeira “pequena fuga” foi em Porto Alegre, onde conseguiu visitar uma praça da cidade em que cresceu. “Olhei para a praça da Liberdade, onde eu aprendi a andar, e é uma praça muito bonita. Então, estava entrando no CCBB (Centro Cultural Banco do Brasil), olhei para o general que é responsável pela minha segurança e disse: “General, vamos ali na praça, sem gente?” E ele aceitou. E aí eu andei, mas não durou muito, porque veio uma coluna de câmeras”, contou.
Dilma afirmou que tem um carro de “11 ou 12 anos de uso”, mas que não dirige desde que assumiu o cargo.

Espionagem caipira... / ABIN /

LITTLE BROTHER BRASIL
ABIN PASSA VERGONHA INTERNACIONAL NO THE NEW YORK TIMES
ESPIONAGEM FEITA À PÉ PELA ABIN VIRA CHACOTA NOS TEMPOS DA INTERNET
Publicado: 6 de novembro de 2013 às 16:10 - Atualizado às 16:13
Abin
Jornal americano considerou táticas da Abin como “modestas”
Um dos maiores e mais importantes jornais do mundo, o americano The New York Times, repercutiu o cinismo do governo brasileiro após as revelações de que o Brasil espiona diplomatas estrangeiros que atuam no País. Os principais alvos seriam Estados Unidos, Irã e Rússia.
A reportagem deixa Além de fazer com que as críticas da presidenta Dilma Rousseff perdessem a pouca credibilidade que tinham, a Agência Brasileira de Inteligência (Abin) foi exposta, internacionalmente, ao ridículo com as “operações modestas” de seguir os diplomatas à pé “fotografando seus movimentos”.
Ouvido pelo New York Times, o cônsul honorário da Rússia, Fernando Sampaio, disse que “isso é o básico” com relação aos diplomatas “Há muito tempo eu suspeito que o meu telefone foi grampeado, e provavelmente ainda é”, brincou.
Mais artigos sobre: